Como programas de cultura e arte podem mudar a realidade dos jovens brasileiros.

A construção de um país mais justo e desenvolvido passa por nele, existirem iniciativas que dêem acesso a cultura e a arte, principalmente aos jovens das periferias. Em nosso país, os programas de cultura e arte têm um importante papel para que isso aconteça na prática.

São várias as iniciativas, públicas ou privadas, que desenvolvem trabalhos de diferentes maneiras e que atendem às áreas mais carentes, geralmente áreas de periferia, que ajudam a afastar esses jovens da criminalidade e que ajudam a diminuir a evasão escolar.

Conhecer o trabalho dessas instituições contribui para entender não apenas a mente do jovem da periferia, mas a enxergar que o acesso a oportunidade se mostra capaz de transformar a vida de qualquer pessoa, no instante em que ela tem acesso a programas de cultura e arte.

Você já conhece alguma dessas iniciativas? Confira mais sobre elas neste nosso post! 

Como programas de cultura e arte mudam a realidade de jovens

Os programas de cultura e arte, geralmente, costumam funcionar em parceria com as escolas ou condicionado ao desempenho escolar desses jovens, contribuindo para diminuir a evasão a escolar e a estimular o jovem a aplicar-se nos estudos.

Outro aspecto importante, na vida desse jovens, é o da inclusão social. Projetos assim os acolhem e dotam cada um deles com um ideal de pertencimento a um grupo, fundamentais, portanto, na formação do caráter ético, moral e, em muitas vezes, profissional.

Além disso, ”abrem as portas” para que esses jovens tenham acesso a uma dos bens mais preciosos no mundo moderno: o direito a informação, o acesso ao conhecimento. Acesso esse capaz de dar mais dignidade e possibilidades para as vidas dessas pessoas.

Exemplos de projetos

Exemplo de projetos e iniciativas de programas de cultura e arte não faltam pelo país, entre elas podemos destacar a Ramacrisna e a Criart, que contribuem para a formação cultural, profissional e cívica de jovens carentes.

O Ramascrisna, sediado em Betim – MG, é uma organização mais voltada ao oferecimento de cursos profissionalizantes e de línguas, capacitando e inserindo jovens no mercado de trabalho, em empresas conveniadas a ela. Ela, inclusive, já recebeu alguns prêmios e possui parceiros importantes, como o Banco do Brasil, Google e a Localiza.

Já o Criart é um projeto realizado através da parceria do programa Ocupação Social, coordenado pela SEDH (Secretaria de Direitos Humanos) e que ensina técnicas de circo para crianças, que estão matriculadas no projeto, em uma das áreas mais carentes e perigosas de Cariacica, no ES.

Resultados já atingidos por eles

Os resultados mostram que o percentual de evasão escolar diminuiu, tendo inclusive a aprovação quase que unânime dos pais de cada um dos jovens desses programas.

A contribuição desses projetos, a longo prazo, também são perceptíveis, através da inserção desses jovens de maneira mais rápida e inclusiva no mercado de trabalho, em função dos programas de cultura e arte.

Como deu para perceber, os programas de cultura e arte possuem um papel social e civilizatório fundamental para a vida não só dos jovens de periferia, mas servem como alternativas para que o poder público repensa o papel da educação na vida do jovem brasileiro.

Gostou do nosso artigo? Não esqueça de compartilhá-lo nas suas redes sociais para chegar ao maior número de pessoas!

Até logo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *